• Golpe de calor acontece quando há uma falha nos sistemas de regulação térmica
  • A temperatura do corpo atinge níveis extremos e pode causar alterações no cérebro, coração, rins e músculos
  • Necessita de tratamento médico urgente e até que o tratamento possa ser realizado o atleta deve ser resfriado e hidratado.
  • A prevenção com hidratação, roupas adequadas e cuidados durante a atividade física é a melhor arma que o atleta possui.

 

 

Muitas pessoas nunca ouviram falar no Golpe de calor (Heat Stroke), mas conhecem o termo insolação. Podemos simplificar o Golpe de calor como sendo uma insolação muito forte. Há uma falha nos mecanismos de compensação térmica do corpo que pode levar ao choque e até à morte.

 

Definição

Golpe de calor é uma condição causada pelo superaquecimento do corpo, normalmente como o resultado a uma exposição prolongada ou exercícios extenuantes sob altas temperaturas. O golpe de calor é o tipo mais grave de alteração por aumento da temperatura que pode ocorrer e acontece quando o corpo atinge uma temperatura de 40C ou mais.

O golpe de calor é uma emergência médica e requer tratamento urgente. A falha em tratar esta condição pode causar danos ao cérebro, rim, coração e músculos. As lesões ficam mais graves a medida em que o tratamento é postergado e pode levar à morte.

Um dos casos mais memoráveis é o da maratonista Gabrielle Andersen-Scheiss em 1984.

 

Sintomatologia

Os sintomas do golpe de calor incluem hipertermia (temperatura corporal acima de 39C), pele vermelha, quente, seca e sem produção de suor; pulso rápido; dor de cabeça, confusão e perda parcial ou total de consciência.

 

Causa

As duas principais causas do golpe de calor são:

Exposição prolongado a altas temperaturas:
Este tipo de golpe de calor ocorre em ambientes quentes e úmidos, o corpo não consegue esfriar a sua temperatura pois a umidade do ar faz com que o suor não evapore. Ou seja, o suor perde a sua função de refrescar o corpo. Logo a temperatura aumenta gradualmente e pode levar ao golpe de calor.

Atividade extenuante:
Este tipo de golpe de calor é o mais comum entre os atletas. A pratica de atividade física em um ambiente quente faz com que o atleta se desidrate rapidamente, há uma diminuição na produção de suor e aumento da temperatura do corpo. Muitas vezes o atleta tenta se hidratar, mas a velocidade da absorção de líquido já não consegue ser suficientemente rápida para compensar as perdas hídricas e a necessidade para manter o metabolismo funcionando.

Infelizmente não são raros os casos de Golpe de calor e temos presenciado esta alteração com uma frequência cada vez maior. O vídeo demonstra o momento em que a triatleta Sarah True, que liderava a prova do Ironman Frankfurt sofre um colapso devido a um golpe de calor.

 

 

Tratamento

Procure imediatamente atendimento médico, enquanto o atendimento não é iniciado:

– Leve o atleta para um local fresco ou sala com ar condicionado

Refresque o atleta com toalhas úmidas ou pulverizar o corpo com água fria

– Hidrate o atleta, somente caso esteja consciente

Deite o atleta, mas mantenha a cabeça levemente elevada em relação ao resto do corpo

 

 

Prevenção

O mais importante é tentarmos evitar o Golpe de calor. Uma patologia tão grave e com consequências fatais pode ser evitada com medidas simples. Os atletas devem tomar as seguintes precauções durante os dias de maiores temperaturas:

Manter-se hidratado (leia o artigo “Hidratação: Quanto, quando e o que beber?“)

Aplicar água e gelo sobre o corpo durante a prática desportiva

Alimentação leve e mais frequente nos dias de maior calor

Evitar o consumo de bebidas com muito açúcar ou com álcool próximo aos treinos e competições em dias mais quentes (lei o artigo “Pode o álcool influenciar a atividade física“)

Evitar a exposição prolongada ao sol durante a atividade física, especialmente durante as horas mais quentes do dia.

Utilizar roupas adequadas para a temperatura do dia

– Uma vez que sentir qualquer sintoma, interromper a atividade física, procurar um local fresco e hidratar-se.

Conclusão

O Golpe de calor é uma situação grave e requer atendimento médico imediato. Apesar da gravidade é uma situação de fácil prevenção e todos os atletas e equipes técnicas devem estar atentos aos sintomas iniciais para evitar a progressão do quadro.

Freediver, velejador, triatleta e apaixonado pelo mar.

Médico especialista em medicina desportiva, ortopedia & traumatologia e cirurgia de joelho.
Trabalha com foco na melhora do rendimento do atleta e na prevenção de lesões.

MEDICINA DESPORTIVA

© 2018 Medicina desportiva.
Todos os direitos reservados.

Desenvolvido por  

ASSINE A NEWS